Ir para a página principal Mapa do site
 
Riscos e Garantias

Ajuste Diário

Os preços futuros são influenciados pelas expectativas de oferta e demanda das mercadorias e de seus substitutos. Tais expectativas se alteram a cada nova informação, permitindo que o preço negociado em uma data presente para determinado vencimento no futuro possa variar para cima ou para baixo diariamente.

Para exaurir o risco de não cumprimento do contrato futuro gerado por uma grande diferença entre o preço futuro negociado e o preço à vista no vencimento do contrato, os mercados futuros desenvolveram mecanismo em que os agentes vendedores e compradores acertam a diferença diariamente entre os preços futuros anterior e atual, de acordo com elevações ou quedas no preço futuro da mercadoria, chamado de ajuste diário. Ao negociarem contratos para um mês futuro e, no pregão subseqüente, o preço do vencimento em questão variar, vendedores e compradores deverão ajustar suas posições de acordo com a nova realidade, pagando ou recebendo um valor financeiro referente à variação do preço futuro. Vendedores: (a) recebem ajuste diário se o preço futuro for negociado abaixo de sua posição anterior, pois o mercado espera que a mercadoria física se desvalorize; (b) pagam ajuste diário se o preço futuro subir além da posição anterior, pois a mercadoria física deverá estar se valorizando. Simetricamente, compradores: (c) recebem ajuste se os preços futuros subirem acima da posição anterior, pois o comprador deverá pagar mais pela mercadoria no vencimento; (d) pagam ajuste à medida que os preços futuros caiam aquém da posição anterior, pois a mercadoria física deverá valer menos no vencimento. Esse sistema de liquidação diária não só permite que os hedgers utilizem os mercados futuros, mas também que os indivíduos com objetivos distintos, como investidores, participem desse mercado por meio de grande variedade de estratégias operacionais, como especulação, arbitragem etc. Outro aspecto é que a liquidação diária implica que o risco de todo o sistema (Bolsa + agentes) fique circunscrito a um dia.

Margem de garantia

É um dos instrumentos de salvaguardas financeiros utilizados pelo mercado futuro. Trata-se do valor exigido de todos os clientes para cobrir o risco de suas posições, dentro de cenários preestabelecidos pelo Comitê de Risco da Bolsa. As chamadas de margem ocorrem diariamente, com base nas posições em aberto de cada cliente, devendo ser depositada no dia útil subseqüente. Nas operações de hedge, o valor da margem tem redução de 20%, desde que devidamente comprovadas.

Ativos aceitos como margem de garantia

Para residentes no Brasil, dinheiro, ouro, cotas do Fundo dos Intermediários Financeiros (FIF) e, mediante autorização prévia da Bolsa, títulos públicos federais, títulos privados, cartas de fiança, ações e cotas de fundos fechado de investimento em ações. Para não-residentes, dólares dos Estados Unidos e, mediante autorização prévia da BM&F, títulos do governo dos Estados Unidos (T-Bonds, T-Notes e T-Bills).